sexta-feira, 18 de junho de 2010

Psicomotricidade

É uma reeducação ou terapia de mediação corporal e expressiva, na qual o psicomotricista estuda e compensa as condutas motoras inadequadas ou inadaptadas, em diversas situações geralmente ligadas a problemas de desenvolvimento e de maturação psicomotora, de comportamento, de aprendizagem e de âmbito psico-afectivo.

Âmbito da Intervenção
O psicomotricista desenvolve a sua intervenção, entre outros:
  • no âmbito preventivo, em indivíduos saudáveis ou em situação de risco, numa lógica de desenvolvimento do seu potêncial individual e de interacção;
  • no âmbito reeducativo e terapêutico, dirigido a indivíduos com problemas de desenvolvimento, aprendizagem e comportamento
O âmbito de intervenção do psicomotricista abrange ainda a intervenção complementar com a familia, a escola e a comunidade.
 
Modelos de Intervenção em Psicomotricidade
A intervenção Psicomotora assume três (3) vertentes:

  1. Preventiva ou Educativa, nos contextos em que se pretende estimular o desenvolvimento psicomotor e o potencial de aprendizagem e a melhoria ou manutenção de competências de autonomia em todas as fases da vida;
  2. Reeducativa, quando a dinâmica do desenvolvimento e de aprendizagem está comprometida;
  3. Terapêutica, quando é necessário ultrapassar problemas psico-afectivos que comprometem a adaptabilidade da pessoa
Objectivos
a) Constituir-se como um contributo para o desenvolvimento global do indivíduo e para a promoção da sua saúde e qualidade de vida;


b) Compensar uma problemática situada na convergência do psiquismo e do somático, intervindo através do corpo e atribuindo significação simbólica ao corpo em acção;


c) Promover, através da relação acção-pensamento, competências nas seguintes vertentes: cognitiva (atenção, concentração, memória, actividade simbólica e conceptual), linguagem (nas suas dimensões fonológica, semântica, sintáctica e pragmática), psico-afectiva (expressão dos afectos e das problemáticas não passíveis de gestão terapêutica pela palavra) e motora (tonicidade, equilíbrio, lateralidade, noção do corpo, organização espacial e temporal e motricidade global e fina).

Nota:


O terapeuta usa todo o seu conhecimento com o intuito de se atingir os objectivos, por isso é importante confiarem no seu trabalho e ouvirem os seus conselhos. Por vezes a ansiedade e a explosão emocional que a família tem passa para a criança deixando-a tensa e triste, o que só dificulta a sua evolução e todo o trabalho terapêutico!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Acerca de mim

A minha foto
Licenciada em Motricidade e Reabilitação Psicomotora/ Estágios: Pilates(ISEIT SANTO ANDRÉ); Gerontomotricidade(LAR SANTA MARIA); Psicomotricidade em Ginásio(ATENAS GINÁSIO)/ Formações: Natação para Bebés(TIAGOS CLINICA);"Av. da Criança em Intervenção Precoce"(CEACF);Jornadas do Ap. Locomotor,Ombro-Joelho (ISEIT-Sto André);"A Perturbação da Relação e da Comunicação e o modelo DIR (Centro de Actividades Pedagógicas Alda Guerreiro);Shantala- Massagem para bebés e crianças(PSIMAR)